Act. Fisica

POMPI      african mujer.abs

Se debe hacer ejercicio fisico como complemento de la dieta Dr NIK[O (c)?

Evitar el sedentarismo realizando ejercicio fisico frecentamente, contribuye a un meyor control de certas enfermdades como diabetes. Ademas, mejora la circulacion y junto con una dieta hipocalorica (bajo en calorias) contribuye a la perderda de peso.

Assimismo , la practica cotidiana de ejercicios fisico aumenta el llamado bun colesterol (HDL-c) y reduce los trigliceridos sanguineos, refuerza la musculatura y contribue al bienestar.

El ejercisio debe ser regular, si es possible diario. Tomaremos precauciones en caso de sufrir riesgo cardiovascular….debe adaptarse a la edad y possibilidad de cade persona.

Pero la cuestion es ..: Que tipo de ejercisio hacer?

LAURA LOPES, Epoca

Professores de Educação Física que trabalham diariamente com pessoas que querem emagrecer a todo custo – principalmente no verão – costumam escutar bobagens absurdas. Com Marcio Atalla, colunista de ÉPOCA (leia aqui suas colunas), não é diferente. Junto com ele, ÉPOCA apurou sete mitos mirabolantes que servem de muletas às frustrações de não conseguir emagrecer. Segundo Atalla, para a atividade física ter resultados, ela precisa de três fatores: frequência com que é feita na semana, duração do exercício e intensidade com que ele é feito. Você caminha no parque papeando com a amiga e acha que vai emagrecer? Ledo engano. Mas, ainda assim, é melhor do que ficar em casa, parada e, pior, comendo. Leia os mitos abaixo e confira se você está cometendo alguns desses pecados.

sxc.hu
1. Subir escadas faz perder gordura localizada
Mito dos brabos. O primeiro problema é que a pessoa que acredita nisso e começa a subir escadas em vez de ir de elevador não consegue ultrapassar o segundo andar. Mesmo que consiga chegar ao quarto, sua respiração estará tão ofegante que ela irá parar. Esse exercício que ela acabou de fazer foi anaeróbico, fazendo seus batimentos cardíacos dispararem. Para perder gordura localizada indica-se exercícios aeróbicos e durante 30 minutos, ou mais, permanecendo numa frequência cardíaca não tão alta. “Uma pessoa sedentária não vai conseguir manter essa atividade porque sua frequência vai subir, e frequência alta não é eficiente para perder gordura”, diz Atalla.O que há de bom em subir as escadas: A Organização Mundial de Saúde (OMS) sugere que uma pessoa suba 9 andares por dia. Essa sugestão faz parte de uma campanha para que a população mundial comece a se movimentar mais, no combate à obesidade. Além disso, tal atividade melhora o condicionamento físico. Mas não adianta subir três lances de escada e pegar o carro para ir à padaria, que fica a três quadras da sua casa – as ações precisam ser tomadas em conjunto. Uma hora subindo escadas gasta em média 1.000 calorias. Mas nem mesmo um profissional treinado consegue passar dos 20 minutos…

2. Abdominal emagrece
Mito barrigudo
. Nenhum abdominal do mundo pode fazer emagrecer. Ele não é suficiente para perder gordura localizada. Esse tipo de exercício fortalece a musculatura, mas não faz a gordura desaparecer. A pessoa que faz muitos abdominais todos os dias pode até ter uma barriga tanquinho, mas debaixo de uma pancinha de gordura.O que há de bom nos abdominais: combinado a exercícios aeróbicos, que irão queimar as gorduras, podem revelar um abdome durinho.

3. Malhar em jejum emagrece
Mito perigoso. Ao levantar, normalmente um pessoa está há oito horas sem comer e com a taxa de glicose bem baixa no sangue. Com a glicose baixa, e para todas as atividades físicas, de tomar banho a malhar, o corpo deverá se alimentar de outra fonte de energia e, antes de escolher a gordura, foca na massa muscular. A pessoa acaba perdendo massa muscular sem perder gordura. E pode até desmaiar. Antes de malhar, coma uma fonte de carboidrato leve, uma fruta, um suco ou um pedacinho de pão. E, ao longo das duas horas posteriores à atividade, faça uma refeição mais completa. Essas horas são as mais importantes para se alimentar. É nesse momento que seu metabolismo está acelerado, hora certa de repor os carboidratos, proteínas e boas fontes de gorduras (como azeite, castanha e leite desnatado), perdidos durante o exercício.

sxc.hu
4. Suar significa emagrecer
Mito molhado. “Eu vejo gente que coloca roupas superpesadas para transpirar mais durante o exercício, pensando que isso ajuda a emagrecer”, diz Atalla. Pelo contrário: a pessoa vai desidratar, cansar-se mais rapidamente, fazer menos atividade física porque vai parar antes do que deveria e o resultado só piora. Da mesma forma, medicamentos diuréticos, que aceleram a eliminação da água do corpo através da urina, fazem perder até 2kg. No dia seguinte, a pessoa que ingeriu o remédio repõe naturalmente esses quilinhos apenas com as refeições tradicionais. Pior: os diuréticos fazem o corpo perder muitos sais minerais, causando um desiquilíbrio de cálcio e potássio que é muito perigoso. “E começa a fica mais perigoso ainda em mulheres perto dos 40 anos, próximas à menopausa. Perder cálcio pode levar à osteoporose”, afirma o especialista.

5. Musculação não emagrece
Mito forte
. Apenas um exercício localizado não faz emagrecer. Mas fazendo todos os exercícios da musculação, você pode emagrecer, sim. Como? Aumentará sua massa muscular, o que faz aumentar seu metabolismo. Para o corpo continuar vivo, precisa de 40 calorias por dia para manter 1kg de músculo. Para manter 1kg de gordura, bastam 5 ou 6 calorias. Ou seja, o gordinho tem um metabolismo menor que o musculoso, sendo que este último precisa de muito mais calorias só para respirar (e provavelmente tem hábitos mais saudáveis que o primeiro).

sxc.hu
6. Caminhar emagrece
Mito leve
. Não é o simples fato de caminhar que faz emagrecer e eliminar gorduras, mas o ritmo correto da caminhada. Se a pessoa consegue caminhar e conversar, está muito leve. Por outro lado, se ela não consegue trocar nenhuma frase com outra pessoa, a caminhada está muito pesada. O ideal é que ela não esteja tão confortável a ponto de não conseguir conversar e nem tão ofegante que não consiga falar direito. Outro detalhe é o tempo. Indica-se ao menos 30 minutos de caminhada porque, a partir do vigésimo minuto, a gordura passa a ser fonte primária da queima de energia no exercício físico. “Uma boa dica é da OMS: acumular 150 minutos durante a semana, ou 30 minutos por cinco dias”, afirma Atalla.

7. É melhor não fazer nada do que ser atleta de fim de semana
Mentira
. Fazer exercício físico só no fim de semana é melhor do que não fazer nunca, mas deve ser controlado: tanto na intensidade quanto no tempo – de 1h a 2h. Não pode exagerar: jogar três partidas seguidas de futebol, por exemplo, pode ser prejudicial. Esse tipo de “atleta de fim de semana” controlado consegue melhorar um pouquinho seu sistema cardiovascular, mas não vai emagrecer. A atividade física é importante porque mantém os fatores de risco mais controlados, diminuindo a glicemia e a pressão.

from WHO International Library

negra.sonho

La inactividad física constituye el cuarto factor de riesgo más importante de mortalidad en todo el mundo (6% de defunciones a nivel mundial). Sólo la superan la hipertensión (13%), el consumo de tabaco (9%) y el exceso de glucosa en la sangre (6%). El sobrepeso y la obesidad representan un 5% de la mortalidad mundial (1).
La inactividad física está cada vez más extendida en muchos países, y ello repercute considerablemente en la salud general de la población mundial, en  la prevalencia de ENT (por ejemplo, enfermedades cardiovasculares, diabetes o cáncer) y en sus factores de riesgo, como la hipertensión, el exceso de glucosa en la sangre o el sobrepeso. Se estima que la inactividad física es la causa principal
de aproximadamente 21–25% de los cánceres de mama y de colon, 27% dela diabetes, y aproximadamente un 30% de las cardiopatías isquémicas (1).
Además, las ENT representan actualmente casi la mitad de la carga mundial total de morbilidad. Se ha estimado que, de cada 10 defunciones, seis son atribuibles a enfermedades no transmisibles (2).
La salud mundial acusa los efectos de tres tendencias: envejecimiento de la población, urbanización rápida y no planificada, y globalización, cada una de las cuales se traduce en entornos y comportamientos insalubres. .. En consecuencia,
la creciente prevalencia de las ENT y de sus factores de riesgo es ya un problema mundial que afecta por igual a los países de ingresos bajos y medios

Whether you’re just starting an exercise program, or you’ve been at it for years, there is one thing on everyone’s wish list: a toned stomach. Well-defined abdominal musclesare glorified as being sexy, healthy and youthful. You may have seen one once—the rare person who seems to know the “secrets” of perfect abs. Does he know something that you don’t? Is it possible for you, a regular person, to achieve the abs of your dreams?

You may be surprised to learn that you can train less and see better results—yes it’s true! And you don’t have to buy any special equipment. All you need is your body and the proper training knowledge.

But first, it’s important to understand the anatomy of the rectus abdominis (or abs, for short). They run down the front of the torso, from the center of the ribcage to the pubic bone. It’s a common myth that the abs are made up of several different muscles (such as upper and lower abs). The fact that the word “abs” appears to be plural doesn’t help this case. But in fact, it is one long sheet of muscle that just happens to look like several small muscles. This is due to a unique feature called “tendinous inscriptions.” These inscriptions run across the muscle and down the center, giving it that “6-pack” (but more accurately, 8-pack) appearance.

“If the abs are one muscle,” you may be wondering, “then why do certain exercises seem to target different areas?” Actually, all abdominal exercises target the entire muscle, but during some exercises, you just happen to feel it in one region of the muscle a little more.

The abs are grouped with a few other muscles that are collectively referred to as the “core,” which also includes yourobliques (which run diagonally across your middle), transverse abdominis (a long muscle that runs horizonally beneath the rectus abdominis), and lower back (erector spinae muscles along the spine). Some experts also consider the hips to be part of the core. Many people focus on training the abs but forget about these other muscles, which are also important. A good rule of thumb is that every time you train your abs, you should also target the obliques and lower back as well.

When it comes to training for abs of steel, here’s what you need to know:

Burn fat. You may be surprised to know that most people actually DO have strong, defined abs…they just happen to be covered by a layer of fat. This is because the abs are actually involved in balance and stabilization during all kinds of every day movements and exercises. All the crunches (or other exercises) in the world won’t burn the fat on top of the muscle. To accomplish this, you need a combination of regular cardio (aerobic) exercise and a healthy diet to create a caloric deficit necessary to lose weight.

Se debe hacer ejercicio fisico como complemento de la dieta Dr NIK[O (c)?

Evitar el sedentarismo realizando ejercicio fisico frecentamente, contribuye a un meyor control de certas enfermdades como diabetes. Ademas, mejora la circulacion y junto con una dieta hipocalorica (bajo en calorias) contribuye a la perderda de peso.

Assimismo , la practica cotidiana de ejercicios fisico aumenta el llamado bun colesterol (HDL-c) y reduce los trigliceridos sanguineos, refuerza la musculatura y contribue al bienestar.

El ejercisio debe ser regular, si es possible diario. Tomaremos precauciones en caso de sufrir riesgo cardiovascular….debe adaptarse a la edad y possibilidad de cade persona.

Pero la cuestion es ..: Que tipo de ejercisio hacer? Los desportes no estressantes practicasdos con regularidad son claramente preferibles.

Desportes no estressantes , como la natcion, el ciclismo o el ´footing´, que suponen un ritmo cardiaco mas reducido.

De todo es sabido que los deportes no estresantes evitan muchos problemas derivados de lesiones por golpes, torceduras y esfuerzos bruscos, sobre todo cuando se practicam eventualmente. Pero ademas , cuando realizamos una actividad moderada , con unas pulsaciones en torno al 50% del maximo , las caloridas consumidas provienen en un  90% de las grasas y en un 10% de los carbohidratos.

Pero hay mas datos a favor de los deportes no estresantesl. Segun un estudio del Departamento de Fisiologia de la Universidad de Granada publicado en la Revista Espanola de Cardiologia , el perfil lipidico (que incluye , entre otros , al colesterol), derivado de la practica de deportes no estresantes es mas favorable.que el obtenido con los deportes de alta intensidad.

fitocosmetic

 

 

 

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

antioxidante GI … Dr. X. NIKO MS

A %d blogueros les gusta esto: